THEME ©


Viajante das galáxias, presa na complexidade e grandiosidade de um lugar chamado Terra, e na inquieta condição de ser humano. Serva da natureza, perdida no tempo e espaço, e em busca da paz interior.

It’s like being in love: giving somebody the power to hurt you and trusting (or hoping) they won’t.
Marina Abramović, Rest Energy

Havia um banco, árvores, bicicletas, a lua, a cidade de Toronto movimentando-se agitadamente ao nosso redor, e o desejo mútuo de que aquele momento durasse para sempre.

Por exceção da correria em finalizar os preparativos e arrumar a mala, a véspera parece um dia comum. Ainda não consigo acreditar na iminência da viagem. A ansiedade e nervosismo parecem distantes, mas os sinto prontos para se apoderarem de mim a qualquer momento. Sinto medo. Medo de tudo.

Tá escuro agora e não sei como me sinto. Não sei o que tô pensando. Amanhã. É amanhã.

"Tudo está tão esquisito hoje! E ainda ontem as coisas estavam normais…Será que durante a noite eu virei outra pessoa? Deixe-me pensar: hoje de manhã, quando acordei, eu era a mesma pessoa? Tenho uma vaga lembrança de ter me sentido um pouquinho diferente. Mas se eu não for eu mesma, a próxima pergunta é: Quem eu sou? Essa é a questão!” Alice no País das Maravilhas, Lewis Carroll

 

"What would we say to ourselves? What would we learn from ourselves? What would we really like to see if we could stand outside ourselves and look at us?"

Sêneca

"Quando eu era pequeno pensava que de um momento para o outro cairia para fora do mundo. Por que as nuvens não caem, já que tudo cai? É que a gravidade é menor que a força do ar que as levanta. Inteligente, não? Sim, mas caem um dia em chuva."